Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Ministério Público espanhol pede até 25 anos de prisão para independentistas

Oriol Junqueras chega ao tribunal
Oriol Junqueras chega ao tribunal -
Direitos de autor
REUTERS/JAVIER BARBANCHO
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A pena mais pesada pedida pelo Ministério Público espanhol é para Oriol Junqueras, ex-vice-presidente da Catalunha e líder do partido independentista, pelos crimes de rebelião e apropriação indevida de fundos. Os outros 17 independentistas envolvidos no processo também conheceram as acusações.

As acusações dizem respeito ao referendo à independência da Catalunha, a um de outubro de 2017.

De acordo com o jornal El País, o Ministério Público espanhol pediu ainda 17 anos de prisão para Jordi Cuixart, presidente da Òmnium Cultural, Jordi Sànchez, líder da Associação Nacional da Catalunha e Carmè Forcadell, ex-presidente do parlamento catalão, pelo crime de rebelião.

16 anos de prisão para cinco ex-conselheiros e 11 de anos de prisão para o ex-chefe dos Mossos d’Esquadra, Josep Lluís Trapero, também por rebelião.

O antigo presidente do governo catalão, Carles Puigdemont, exilado na Bélgica, não está entre os réus porque o sistema judicial espanhol não contempla a possibilidade de um julgamento à revelia.

O julgamento deverá começar no início do próximo ano.

Junqueras e mais oito acusados estão em prisão preventiva por terem declarado a independência da Catalunha de forma unilateral em outubro de 2017.

(Em atualização)