Última hora

Última hora

Obama e Trump no ringue das eleições intercalares

Em leitura:

Obama e Trump no ringue das eleições intercalares

Obama e Trump no ringue das eleições intercalares
Tamanho do texto Aa Aa

A campanha para as eleições intercalares tornou-se num braço de ferro entre o antigo e o atual presidente dos Estados Unidos. Barack Obama e Donald Trump têm trocado galhardetes sobre vários temas, sendo que, para além do dossiê da saúde, a imigração é a questão que mais controvérsia tem gerado.

Depois de ter declarado que os militares na fronteira com o México tinham ordens para atirar sobre os migrantes, em caso de confronto, Trump fez marcha atrás.

O presidente esclarece agora que nunca falou em "disparar contra ninguém. Mas, se os militares forem atacados, os responsáveis ficarão na cadeia durante muito tempo".

Já Obama deparou-se com um incidente em Miami. Um apoiante republicano infiltrou-se no encontro para o contestar. Acabou por ser retirado, com Obama a ironizar: "Porque é que aqueles que ganharam as eleições andam sempre tão nervosos?". E continuou: "Quando ganhámos a presidência, estava tudo bem".

Entretanto, o Twitter anunciou ter apagado mais de 10 mil falsos perfis que estavam a publicar mensagens, atribuídas erradamente aos Democratas, apelando aos eleitores para não irem votar.

O escrutínio decorre no próximo dia 6. Estão em causa os 435 assentos da Câmara dos Representantes e um terço do Senado.