Última hora

Última hora

ALDE e partido de Macron cerram fileiras em Madrid

Em leitura:

ALDE e partido de Macron cerram fileiras em Madrid

ALDE e partido de Macron cerram fileiras em Madrid
Tamanho do texto Aa Aa

O congresso da Aliança dos Democratas e Liberais pela Europa (ALDE), em Madrid, foi dominado esta sexta-feira pela enviada especial do presidente francês. Astrid Panosyan clarificou a estratégia do parti do La République En Marche, de Emmanuel Macron, que pretende formar uma coligação com a ALDE para lutar contra o populismo nas eleições europeias.

Panosyan frisou: "A aliança ajudará a trabalhar eficazmente com o objetivo de construir um grupo no Parlamento Europeu, porque partidos que fazem campanha juntos estão comprometidos a trabalhar juntos. Pensam que [Steve] Bannon acredita por um segundo que o facto de Orban, Salvini e Kaczynski não pertencerem ao mesmo grupo político constitui um problema para trabalharem juntos? Não!"

A coligação também tentará atrair, entre as fileiras dos verdes e dos socialistas, aqueles que não estão contentes com a situação atual.

Guy Verhofstadt diz que o objetivo é conquistar eleitores dos principais partidos:

"Há algumas décadas, o poder era monopólio de dois partidos, socialistas de um lado e conservadores do outro. Acredito vivamente que há uma coisa que vai acontecer nas eleições de 2019: que este velho e cansado sistema político será dizimado por nós e pelo novo movimento que vamos criar juntos. Isso vai acontecer."

A enviada da euronews explica que, para já, não há um candidato à liderança. Isabel Marques da Silva diz: "para aprovar a equipa da campanha, o partido liberal voltará a reunir-se num congresso em Berlim, em fevereiro de 2019. Será aí que escolherão os nomes para as futuras posições de topo nas instituições europeias, depois das eleições."