Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Califórnia: incêndios já fizeram 31 mortos

Califórnia: incêndios já fizeram 31 mortos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os enormes incêndios que lavram ainda maioritariamente sem controlo no Estado norte-americano da Califórnia já fizeram mais de três dezenas de vítimas mortais e mais de 200 pessoas continuam em paradeiro desconhecido, de acordo com o último balanço das autoridades.

A norte, o chamado "Camp Fire", junto às montanhas da Sierra Nevada, reclamou até ao momento 29 vidas, sendo já equivalente ao mais mortífero incêndio jamais registado no Estado, em 1933. O fogo destruiu mais de 110.000 hectares e mais de 6000 residências.

No Sul da Califórnia, o chamado "Woolsey Fire" contabiliza duas vítimas mortais e obrigou a evacuar várias áreas à volta de Los Angeles, nomeadamente a totalidade da estância balnear de Malibu, onde vive um grande número de celebridades. No total, as chamas já obrigaram a deslocar 300.000 pessoas em todo o Estado.

Depois de ter apontado, no Twitter, o que classificou de "absoluta má gestão" dos incêndios por parte das autoridades californianas, ameaçando cortar fundos federais, o presidente norte-americano Donald Trump atraiu as críticas do chefe do sindicato dos bombeiros do Estado, que denunciou um tweet "mal informado, inoportuno e humilhante".