Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Refugiados rohingya protestam contra repatriamento

Refugiados rohingya protestam contra repatriamento
Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de refugiados rohingya protestaram no Bangladesh contra o seu regresso a Myanmar. O plano de repatriamento de 2 200 rohingya devia começar esta quinta-feira, seguindo o acordo feito com a antiga Birmânia no mês passado, mas os refugiados não querem voltar...

"Se nos pedirem para voltarmos, é melhor matarem-nos aqui. Nós ficaremos felizes se nos matarem aqui. Eles abusaram sexualmente de nós. Eles usaram a violência contra nós. Não vamos voltar para lá. Eles mataram o meu marido. Eu estava grávida de três meses e lutei muito para fugir", diz a refugiada rohingya Amena Khatun.

A Agência das Nações Unidas para os Refugiados e organizações humanitárias opõem-se ao plano de repatriamento, temendo pela segurança dos rohingya em Myanmar, onde terão sofrido uma violenta repressão do exército.