Cimeira da APEC termina em tom dissonante

Cimeira da APEC termina em tom dissonante
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A falta de entendimento entre os EUA e a China impediu que os líderes da região Ásia-Pacífico conseguissem chegar a um acordo pela primeira vez na história.

PUBLICIDADE

As divergências entre os EUA e a China em matéria de comércio e de investimentos fizeram com que a cimeira anual do Forum de Cooperação Económica Ásia-Pacífico, que decorreu na Papua Nova Guiné, chegasse ao fim sem a tradicional declaração conjunta.

O primeiro-ministro canadiano levantou a ponta do véu sobre o sucedido mas evitou entrar em detalhes.

"Houve um consenso alargado sobre a forma como precisamos de apoiar os nossos cidadãos e de trabalhar em nome de melhor cooperação. Mas não penso que seja uma grande surpresa que existem visões distintas em elementos particulares em relação ao comércio e que impediram um consenso total na declaração conjunta", sublinhou Justin Trudeau.

Em causa está, entre outras coisas, a contenda comercial pela hegemonia na região. Citada por meios de comunicação social, a delegação australiana disse que o desentendimento sobre a declaração se deveu a parágrafos que a delegação chinesa queria eliminar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Pentágono promete envio imediato de armas à Ucrânia, se financiamento for aprovado

Mike Pence confiante de que apoio à Ucrânia está prestes a ser desbloqueado no Congresso dos EUA

Zelenskyy promulga lei controversa para mobilizar mais militares para a guerra