Última hora

Última hora

As faces e facetas de Ingmar Bergman

Em leitura:

As faces e facetas de Ingmar Bergman

As faces e facetas de Ingmar Bergman
Tamanho do texto Aa Aa

Em 1957 Ingmar Bergman estava no topo do mundo. Foi um ano de produção cinematográfica sem precedentes - o realizador sueco estava envolvido em 6 projetos ao mesmo tempo. O documentário: "Bergman: A Year in a Life" entra na intimidade e celebra o centenário de um dos nomes mais revolucionários e influentes da história do cinema. 1957 foi o ano de Ingmar Bergman.

O documentário "Bergman: A Year in a Life", sobre a curiosa figura do cineasta e dramaturgo sueco, estreou no último Festival de Cannes e foi celebrado na Noite do Cinema Europeu, em Budapeste.

Um documentário centrado no ano da vida do realizador - 1957 - que assistiu a seis grandes produções do realizador e colocou o nome Ingmar Bergman na história do cinema. Uma obra da realizadora e jornalista sueca Jane Magnusson.

"Bergman ajudou muitas gerações a descobrir os sentimentos e as emoções humanas de ângulos diferentes. A geração mais jovem não conhece muito bem toda a carreira e os filmes de Bergman. Este documentário é perfeito para que os jovens possam entrar no mundo de Bergman", explica Péter Donáth, da Elfpictures.

Um filme que pretende mostrar a personalidade do artista e do homem na vida privada.

"Na década 30, era um adolescente a estudar num programa de intercâmbio na Alemanha e ficou impressionado com Hitler. Ele escreveu sobre isso depois. Este documentário menciona esse aspeto e acrescenta um pormenor: ele apoiou Hitler durante muito tempo, mesmo depois de 1945. Demorou muito tempo até que Bergman percebesse o que se passou realmente durante a era nazi", acrescenta o especialista em questões sobre Bergman Gábor Gelencsér.

"Bergman fala sobre si próprio em todos os filmes. Os atores são as ferramentas através das quais transmite os seus problemas, dúvidas e medos. Ao mesmo tempo, conseguiu encontrar uma forma de nos contar o caos da sua vida privada. É possível revermo-nos a nós próprios nos seus problemas", conclui Andras Murai da Universidade de Budapeste.

"Bergman: A Year in a Life" está nomeado para os Prémios do Cinema Europeu e expõe as várias faces e facetas de Ingmar Bergman.