Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Sprint final para a liderança da CDU

Sprint final para a liderança da CDU
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Ao fim do quarto mandato, a líder da União Democrata-Cristã (CDU) está de saída. Três candidatos alinham-se para o sprint final até à presidência do partido de centro-direita.

A herança de Angela Merkel é pesada e todos têm em comum uma missão: descolar a intenção de voto na CDU para 2021, hoje, abaixo dos 30%.

A atual secretária-geral do partido é considerada uma das favoritas. "Precisamos de nos livrar do que nos está a deixar para trás. E para muitos empreendedores neste país, o que nos abranda são os poucos profissionais qualificados, haver demasiada burocracia e custos muito elevados. Aqui, também, não temos nenhum problema com a educação, devemos finalmente apostar nisso. E queremos fazê-lo juntos", afirmou Annegret Kramp-Karrenbauer, durante o congresso da CDU.

Outro dos candidatos à liderança da CDU é um antigo rival de Merkel. Longe da ribalta política há uma década, Friedrich Merz procura agora voltar à linha da frente do partido. "Estamos num ponto de viragem para os próximos anos. E esta mudança deve começar com uma análise correta da nossa própria situação", defendeu o ex-líder parlamentar.

Jens Spahn é o terceiro candidato. Tornou-se ministro da Saúde em março e fez da migração um cavalo de batalha. Para o candidato, o partido precisa começar "uma verdadeira mudança de gerações". "A combinação entre ser moderno e cosmopolita e ao mesmo tempo conservador no que respeita à pátria, à família. São esses valores que gostaria de aprofundar e garantir para a minha geração nos próximos 10 a 20 anos. É essa a motivação para estar aqui e a razão por que concorro à liderança da CDU", declarou.

O partido liderado por Angela Merkel durante 18 anos está a chegar ao fim de uma era. A partir desta sexta-feira,a CDU terá um novo líder eleito.