Última hora

Justiça grega extradita cibercriminoso para França

Justiça grega extradita cibercriminoso para França
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Supremo Tribunal grego decidiu, esta quarta-feira, extraditar o russo Alexander Vinnik para França.

O antigo operador da plataforma de troca da moeda criptografada bitcoin foi detido em julho de 2017, na Grécia, sendo acusado de estar envolvido na disseminação de um vírus informático conhecido por Locky.

Em setembro, o mesmo tribunal tinha decidido extraditar Vinnik para a Rússia, por fraude fiscal e há um ano, ordenou que fosse extraditado para os Estados Unidos da América, onde é acusado de branqueamento de capitais com moeda digital bitcoin, uma operação que se estima que terá ultrapassado os quatro mil milhões de dólares.O russo, de 39 anos, iniciou uma greve de fome no dia 26 de novembro em protesto contra a detenção.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.