A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Navio com migrantes da Proactiva Open Arms autorizado a rumar a águas espanholas

Navio com migrantes da Proactiva Open Arms autorizado a rumar a águas espanholas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Sem resposta por parte de países mais próximos como França, Itália ou Tunísia e perante a recusa de Malta em autorizar o desembarque, o navio humanitário Open Arms, fretado pela organização não-governamental (ONG) Proactiva, conseguiu "luz verde" para se deslocar para águas territoriais espanholas.

Os mais de 300 migrantes a bordo da embarcação, entre os quais se encontra um recém-nascido com um dia, aguardavam no mar Mediterrâneo, sem expectativa, por uma autorização para atracar num porto seguro. De acordo com a agência Reuters serão levados para o porto de Algeciras.

Foram resgatados esta sexta-feira, ao largo da costa líbia, de várias embarcações de borracha. Malta apenas aceitou uma mulher e o respetivo bebé transportados através de um helicóptero da guarda costeira para receber apoio médico.

O ministro italiano do Interior escudou-se na rejeição das autoridades maltesas em receber os migrantes para recusar depois um pedido da ONG para o acolhimento de Itália.

Matteo Salvini disse, através do Twitter, que "os portos italianos estão fechados. Para os traficantes de seres humanos e para os que os ajudam."

O fundador da Proativa Open Arms, Oscar Camps, contra-atacou Salvini através do Twitter e disse que a retórica e as mensagens do ministro italiano do Interior "terão um fim, como tudo na vida." Acrescentou que "os descendentes terão vergonha do faz e diz."