Última hora

Última hora

O casamento do ano: recordando um conto de fadas moderno

O casamento do ano: recordando um conto de fadas moderno
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de um longo relacionamento à distância, 2018 foi o ano em que um dos solteiros mais cobiçados do mundo, o príncipe Harry de Inglaterra, decidiu finalmente dar o nó e propôs casamento à atriz norte-americana Meghan Markle.

"Foi uma surpresa simplesmente maravilhosa. Foi tão doce, natural e muito romântico. Ele ajoelhou-se," comentou a atriz.

Durante o noivado, Meghan apreendeu rápidamente a caminhar em terreno firme na sua nova vida entre a família real britânica da era moderna, fazendo uma digressão pelo Reino Unido e pondo em prática a sua habilidade na arte de representar.

Mas o caminho até ao matrimônio teve alguns precalços. Numa declaração pública de uma franqueza sem precedentes, o príncipe Harry teve que defender nos média a sua futura esposa contra grupos racistas.

Nos bastidores, outros problemas com o pai e a família de Meghan ameaçaram assombrar o grande dia do casal.

Mas quando o grande dia amanheceu, centenas de milhares de pessoas invadiram Windsor e bilhões de espetadores do mundo inteiro seguiram na televisão a cerimónia, onde o príncipe de Gales escoltou a noiva ao altar para um casamento real diferente de qualquer outro.

A nova Duquesa de Sussex é a segunda americana e a primeira pessoa com uma herança racial mista a casar-se com um membro da família real britânica.

Uma forte defensora dos direitos das minorias e dos direitos das mulheres, Meghan Markle escolheu estas causas para iniciar a sua obra como Duquesa de Sussex. A Duquesa visitou secretamente as vítimas da tragédia da torre de Grenfell antes de revelar o seu apoio a uma cozinha comunitária local e ajudá-los a publicar um livro benificente de receitas.

A Duquesa tomou também parte noutros compromissos reais mais tradicionais, como a comemoração do Dia do Armistício.

Os Duques de Sussex indicaram a sua intenção de concentrar os seus esforços na Comunidade das Nações. Mas para esse fim terão de esperar até ao próximo ano pois o casal anunciou durante a sua primeira digressão pela Austrália que está à espera de bebé na próxima primavera.

O ano de 2018 viu Meghan Markle trocar o palco pelo camarim da realeza, perante o escrutínio constante de um público que agora é global. Conselheiros do palácio de Buckingham esperam que este conto de fadas moderno dê nova vida e promova o futuro da Monarquia britânica do pós-Brexit, que terá que fortalecer os seus laços transatlânticos e da Commonwealth.

Mas como a própria Meghan está já a descobrir, a vida real tem as suas limitações e com os constantes rumores intrusivos dos tablóides, ser feliz para sempre é um trabalho árduo para uma princesa moderna.