A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Batalha de May com o Brexit entra na fase final

Batalha de May com o Brexit entra na fase final
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A batalha deTheresa May com o Brexit entra na fase final. Os parlamentares começaram a debater o plano da primeira-ministra britânica e, desta vez, ela diz que não haverá adiamentos para a votação, mesmo que a derrota ainda pareça provável.

Ao mesmo tempo, ainda espera por concessões de última hora de Bruxelas.

"As conclusões do Conselho Europeu de Dezembro foram mais longe do que antes na tentativa de abordar as preocupações desta casa (Câmara dos Comuns) e têm estatuto legal. Tenho estado em contacto com os líderes europeus, desde então, sobre as preocupações dos deputados. Estas discussões mostraram que esclarecimentos adicionais em relação ao plano de recurso são possíveis e essas conversas continuarão nos próximos dias," afirmou a primeira-ministra britânica, Theresa May.

O acordo para o Brexit da primeira-ministra enfrenta hostilidade de todos os lados, incluindo dos colegas de partido. A oposição acusa May de protelar para pressionar.

"Não estará a primeira-ministra imprudentemente a desperdiçar tempo, mantendo o país refém com a ameaça de nenhum acordo, numa tentativa desesperada de chantagear os parlamentares para votarem o seu acordo impopular?," questionou o líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn.

Com a data de saída iminente e o debate ainda em ebulição, há especulações de que o Reino Unido poderia pedir à UE um adiamento da saída - um plano firmemente rejeitado por Theresa May.

"Estou feliz por repetir o que eu disse anteriormente, que deixaremos a União Europeia a 29 de março. Quero que deixemos a União Europeia em 29 de março com o bom acordo que está sobre a mesa," declarou a primeira-ministra britânica.

Enquanto os apoiantes e opositores do Brexit mantêm a pressão sobre os políticos, alguns parlamentares tentam forçar o governo a revelar o seu Plano B, caso May não ganhe a votação. A preocupação do país é que pode não haver um plano alternativo.