EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Justiça americana processa Huawei por quebrar sanções ao Irão

Justiça americana processa Huawei por quebrar sanções ao Irão
Direitos de autor Reuters/Jason Lee
Direitos de autor Reuters/Jason Lee
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A ação contempla também a diretora financeira da empresa, Meng Wanzhou, que está detida no Canadá.

PUBLICIDADE

A gigante tecnológica chinesa Huawei foi processada pela justiça dos Estados Unidos, juntamente com a diretora financeira Meng Wanzhou, por ter violado as sanções americanas ao Irão e por alegado roubo de segredos comerciais. Este processo é o novo capítulo da guerra comercial entre os Estados Unidos e a China.

"Já em 2007, os empregados da Huawei mentiam a respeito das relações da empresa com a filial iraniana Skycom. Disseram aos bancos que a Huawei tinha vendido a participação na Skycom, mas essa afirmação era falsa. Na realidade, a Huawei vendeu a Skycom a ela própria", disse o procurador-geral dos Estados Unidos, Matthew Whitaker.

Meng Wanzhou é filha do fundador da Huawei e foi detida no Canadá, no mês passado, por razões de segurança e luta contra um pedido de extradição dos Estados Unidos. A Huawei é acusada de estar a ser usada pelo governo chinês para fazer espionagem, mas nega as acusações.

A detenção de Meng no Canadá criou tensão entre a China e o Ocidente e levou Pequim a responder com a detenção de dois canadianos, também por alegados motivos de segurança. A Huawei é, neste momento, a maior fabricante mundial de equipamentos de telecomunicações.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

China exige libertação imediata de Meng Wanzhou

Irão testa míssil de cruzeiro lançado de submarino

Biden chama nações "xenófobas" à Índia e Japão