A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

EUA querem resolução contra Maduro na ONU

EUA querem resolução contra Maduro na ONU
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos querem fazer votar no Conselho de Segurança da ONU uma resolução a pedir a organização de eleições presidenciais na Venezuela e a entrada da ajuda humanitária no país. Mas a Rússia, que defende o regime de Nicolás Maduro, deverá vetar o texto.

O emissário norte-americano para a Venezuela apelou "aos outros para se juntare m nas sanções ao que estiveram envolvidos na violência da última semana e que estão a recolher os espólios da corrupção do regime de Maduro". Elliot Abrams pediu "aos Estados-membros para contribuirem para a resolução da situação humanitária na Venezuela, como já fizeram dezenas de nações de forma generosa".

Mas Moscovo fala em "ingerência" por parte de Washington e apela ao respeito da "soberania".

O chefe da diplomacia venezuela denunciou, por seu lado, "uma violação" da integridade territorial do país.

Jorge Arreaza disse que "foi o último capítulo do golpe de Estado", mas "falhou". O diplomata acrescentou que o seu país "mais do que pedir, exige com todo o respeito, ao Conselho de Segurança para que concorde e assine uma resolução [a pedir] que seja recusada a ameaça do uso da força contra a República Bolivariana da Venezuela".

Cada vez mais isolado no panorama internacional e face ao número crescente de países ocidentais que apoiam o presidente da assembleia nacional e autoproclamado chefe de Estado Juan Guaidó, Maduro tem multiplicado a organização de manifestações de apoiantes no país.