EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

"Trump quer a América grande, eu quero o Brasil grande", diz Bolsonaro na Casa Branca

"Trump quer a América grande, eu quero o Brasil grande", diz Bolsonaro na Casa Branca
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Donald Trump quer fazer do Brasil um parceiro privilegiado da NATO. Esse foi um dos temas discutidos no primeiro encontro com Jair Bolsonaro.

PUBLICIDADE

Antes das discussões mais sérias, Donald Trump e Jair Bolsonaro jogaram a diplomacia do futebol. À chegada de Bolsonaro à Casa Branca, os dois presidentes trocaram camisolas: Trump deu ao brasileiro a número 19, como em 2019, o ano em que tomou posse e Bolsonaro deu a Trump a número 10, de Pelé.

Entre os dois, falou-se da Venezuela e de uma aproximação do** Brasil à NATO**. Os dois chefes de Estado disseram também que nunca o clima esteve tão bom entre os dois países.

"A relação que temos com o Brasil nunca esteve melhor. Penso que houve muita hostilidade com outros presidentes, mas comigo há zero hostilidade. Vamos ter isso em conta, seja no quadro da NATO ou de outro tipo de aliança. Temos uma grande aliança com o Brasil, que está melhor do que nunca", disse Trump.

Bolsonaro aproveitou a ocasião para atacar os antecessores: "Durante décadas, o Brasil foi governado por presidentes antiamericanos, mas essa situação mudou. Revejo-me em Donald Trump. Ele quer a América grande, eu quero o Brasil grande", disse o presidente brasileiro.

Os elogios de Bolsonaro a Trump, com quem foi muitas vezes comparado, não se ficaram por aqui: O brasileiro prevê a reeleição de Trump, para o ano, e convidou o americano a retribuir a visita e viajar até ao Brasil.

Editor de vídeo • Ricardo Figueira

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Donald Trump escolhe senador J. D. Vance para candidato a vice-presidente

Juíza manda arquivar caso dos documentos secretos contra Trump

Biden pede aos americanos que evitem a violência política após tentativa de assassinato de Trump