A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

"Trump quer a América grande, eu quero o Brasil grande", diz Bolsonaro na Casa Branca

"Trump quer a América grande, eu quero o Brasil grande", diz Bolsonaro na Casa Branca
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Antes das discussões mais sérias, Donald Trump e Jair Bolsonaro jogaram a diplomacia do futebol. À chegada de Bolsonaro à Casa Branca, os dois presidentes trocaram camisolas: Trump deu ao brasileiro a número 19, como em 2019, o ano em que tomou posse e Bolsonaro deu a Trump a número 10, de Pelé.

Entre os dois, falou-se da Venezuela e de uma aproximação doBrasil à NATO. Os dois chefes de Estado disseram também que nunca o clima esteve tão bom entre os dois países.

"A relação que temos com o Brasil nunca esteve melhor. Penso que houve muita hostilidade com outros presidentes, mas comigo há zero hostilidade. Vamos ter isso em conta, seja no quadro da NATO ou de outro tipo de aliança. Temos uma grande aliança com o Brasil, que está melhor do que nunca", disse Trump.

Bolsonaro aproveitou a ocasião para atacar os antecessores: "Durante décadas, o Brasil foi governado por presidentes antiamericanos, mas essa situação mudou. Revejo-me em Donald Trump. Ele quer a América grande, eu quero o Brasil grande", disse o presidente brasileiro.

Os elogios de Bolsonaro a Trump, com quem foi muitas vezes comparado, não se ficaram por aqui: O brasileiro prevê a reeleição de Trump, para o ano, e convidou o americano a retribuir a visita e viajar até ao Brasil.