EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Macron mobiliza força antiterrorismo em Paris

Macron mobiliza força antiterrorismo em Paris
Direitos de autor REUTERS/Benoit Tessier
Direitos de autor REUTERS/Benoit Tessier
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

"A guerra está declarada", dizem alguns coletes amarelos para o ato 19 do protesto, marcado pela intervenção de uma controversa unidade antiterrorismo.

PUBLICIDADE

O ato 19 da saga dos coletes amarelos em França tem como principal enredo dispositivos de segurança considerados extremos para tentar refrear a violência que marcou o último fim de semana em Paris.

As imagens de destruição, que incluíram um histórico restaurante nos Campos Elíseos, levaram as autoridades francesas a anunciar a entrada em cena de uma unidade antiterrorismo conhecida como Sentinela.

"A guerra está declarada", escrevia-se nas redes sociais entre mais apelos à contestação. Emmanuel Macron garante que esses militares têm como única função proteger os edifícios públicos mais relevantes.

O governo proibiu manifestações nalguns dos pontos mais carismáticos de Paris, mas também Bordéus, Toulouse, Nice, entre outros.

A ministra da Justiça francesa, Nicole Belloubet, declarou que será "impiedosa" com os que forem longe demais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Alemães recordam vítimas de ataque terrorista em Berlim

Polícia francesa expulsa cerca de 100 migrantes de acampamento junto à câmara de Paris

Pás do icónico moinho de vento do Moulin Rouge, em Paris, desabam durante a madrugada