A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Apagão volta a deixar Venezuela às escuras

Apagão volta a deixar Venezuela às escuras
Direitos de autor
REUTERS/Carlos Garcia Rawlins
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Venezuela voltou a ficar às escuras. O país passou por mais um apagão, esta sexta-feira, depois de dois episódios semelhantes, no período de um mês.

Apesar de o ministro das Comunicações ter anunciado o regresso à normalidade na maioria da região ainda esta semana, os especilaistas já tinham deixado o alerta para a vulnerabilidade do sistema energético.

Às claras, apoiantes de Maduro e Guaidó planeiam continuar a mostrar-se do lado dos líderes

O apoio ao autoproclamado presidente interino continua a ser evidente nas ruas, onde a polícia não afasta os opositores ao regime, apenas se preocupa em separar os dois grupos.

De fora, a comunidade internacional mantem-se disposta a prestar apoio à Venezuela. A Cruz Vermelha afirmou estar preparada para fazer entrar ajuda humanitária no país, numa operação semelhante à da Síria, para atenuar a fome e a propagação de doenças.

Uma criase humanitária rejeitada por Nicolás Maduro, que em fevereiro negou à oposição o apoio dos Estados Unidos ma entrada de ajuda pelas fronteiras com a Colômbia e o Brasil.