Última hora

Deputados perdem imunidade por apoio a Guaidó

Deputados perdem imunidade por apoio a Guaidó
Direitos de autor
REUTERS/Ueslei Marcelino/Arquivo
Tamanho do texto Aa Aa

Em mais uma medida de pressão sobre as vozes dissidentes, a Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela - controlada pelo regime de Nicolás Maduro - levantou a imunidade parlamentar de sete deputados pelo apoio dado ao líder da oposição Juan Guaidó.

Tal como precisou Diosdado Cabello, presidente da Assembleia Constituinte, a medida abre a via a ações legais contra os legisladores em questão, entre os quais se encontra o vice-presidente do Parlamento, Edgar Zambrano.

O Supremo Tribunal, que a oposição acusa de ser um fantoche nas mãos do poder, acusou vários dos deputados de "alta traição" e "conspiração", por apoiarem o recente apelo falhado de Guaidó ao Exército para derrubar Maduro.

O líder da oposição afirmou que " a única resposta do regime é perseguir. Perseguir porque já não governa, já não controla e já não tem o respeito nem dos que o acompanham".

A Assembleia Nacional Constituinte já tinha, em abril, levantado a imunidade diplomática de Guaidó, considerando que o líder da oposição e presidente do Parlamento "usurpava" a função presidencial, depois de se ter autoproclamado chefe de Estado da Venezuela.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.