A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Casamento Renault-Nissan em risco

Casamento Renault-Nissan em risco
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A aliança entre Renault-Nissan está à beira da rutura. O fabricante automóvel francês ameaçou bloquear a reforma da administração do parceiro japonês na assembleia geral de acionistas de 25 de junho.

O grupo nipónico denuncia o que identifica como uma decisão "extremamente lamentável".

O Governo francês esforça-se por juntar as peças.

"Tivemos uma conversa muito construtiva com o ministro Seko. Partilhamos a mesma ambição, que é de consolidar e reforçar a aliança entre Renault e Nissan," revelou o ministro da Economia francês, Bruno le Maire.

Com tal gesto, a Renault, a maior acionista da Nissan, com participação de 43,4%, pretende condenar uma reforma a ser aprovada por uma maioria de dois terços.

A medida, que até agora não tinha merecido qualquer reação, diz respeito à criação de três comités (de nomeação, de auditoria e de remuneração) - uma estrutura comum fora do Japão - supostamente para aumentar a transparência.