Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Noruega revê lei do aborto

Noruega revê lei do aborto
Tamanho do texto Aa Aa

A Noruega prepara-se para dar um passo atrás nos direitos reprodutivos das mulheres. Pela primeira vez em 40 anos, o parlamento decidiu rever a política de interrupção voluntária da gravidez.

Uma maioria de 105 deputados, contra 64 parlamentares, aprovou um projeto-lei que vai restringir a realização de abortos seletivos com vários fetos, obrigando às gestantes apresentar razões alegadamente válidas.

Na prática, vai caber a uma comissão especial ter a última palavra sobre se cada mulher pode ou não interromper a gravidez por vontade própria, depois do primeiro aborto, atá à data, um direito exclusivo da mulher, nas primeiras 12 semanas de gestação.

A inclusão da medida, ainda não adotada, na reforma do governo, foi uma condição dos Democratas Cristãos para se coligarem ao executivo no início do ano.