A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Administração Trump investiga imposto francês às tecnológicas

Administração Trump investiga imposto francês às tecnológicas
Direitos de autor
Reuters
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos vão investigar França a propósito do imposto sobre as gigantes tecnológicas. Caso seja aplicado, as multinacionais vão ter de pagar 3% sobre as receitas geradas em França.

O chamado imposto GAFA, por se aplicar a empresas como a Google, a Amazon, o Facebook e a Apple, foi aprovado pelos deputados franceses a 4 de julho, Está agora nas mãos do Senado dar o último aval ao projeto-lei.

De acordo com o ministro francês das Finanças, Bruno Le Maire, é esperado que o novo imposto gere 500 milhões de euros, por ano, para os cofres franceses.

Washington não ficou contente com a medida e pretende apurar se a futura taxa é "discriminatória e pode restringir o comércio americano".

Mas França não está sozinha na criação deste imposto digital. Também a Comissão Europeia apresentou já propostas para um imposto de três porcento sobre as vendas de grandes empresas tecnológicas com receitas globais acima de 750 milhões de euros.