A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Comissão Europeia multa Qualcomm

Comissão Europeia multa Qualcomm
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Bruxelas impôs uma uma multa de 242 milhões de euros à Qualcomm. A tecnológica norte-americana foi condenada pela prática de dumping, isto é, por, entre 2009 e 2011, ter abusado da posição dominante, ao vender chips de modem 3G abaixo do preço de mercado, de forma a eliminar a concorrência.

"Apesar da política agressiva de preços poder levar a uma redução no imediato, os consumidores serão prejudicados a longo prazo, assim que a vítima dessa estratégia seja marginalizada ou saia do mercado. Aí, quando a empresa dominante já não se sentir desafiada pela concorrência, vai tentar recuperar o que perdeu aumentando os preços e desacelerando o investimento e inovação em detrimento dos consumidores", afirmou a comissária europeia da concorrência, Margrethe Vestager

A multa, considerada histórica, está a ser encarda como uma despedida da Comissária da Concorrência. Margrethe Vestager deve abandonar o cargo para ficar com a vice-presidência da Comissão Europeia, no final deste ano.

Até lá, promete não dar descanso, tendo anunciado, ainda esta quarta-feira, uma investigação à Amazon, por por abuso de dados de clientes e práticas anticompetitivas.

Ao longo de cinco anos, o mandato de Vestager foi marcado por fazer frente a gigantes como a Apple e a Google e a aplicação de multas no valor de milhares de milhões de euros.

A coima instaurada pela Comissão Europeia à Qualcomm representa 1% dos resultados da empresa.

Em todo o mundo, foram já vários os reguladores a penalizar a tecnológica por violação das regras de concorrência.