Última hora
This content is not available in your region

Pena de morte pelo assassinato de turistas nórdicas em Marrocos

euronews_icons_loading
Pena de morte pelo assassinato de turistas nórdicas em Marrocos
Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal de Salé aplicou a pena capital aos três apoiantes do Estado Islâmico que divulgaram um vídeo na internet a decapitar as duas turistas nórdicas em Marrocos.

Foram detidos em Marraquexe, no dia seguinte, e confessaram a autoria dos crimes.

Outros 21 homens acusados de cumplicidade foram condenados a penas entre os cinco anos de prisão e prisão perpétua.

Louisa Jespersen, dinamarquesa de 24 anos, e a amiga norueguesa Maren Ueland, de 28, foram mortas quando faziam montanhismo. Foram encontradas dentro da tenda, a 10 quilómetros de Imlil, uma pequena aldeia no Alto Atlas.

Apesar das penas de morte, é improvável que os três acusados principais sejam executados por causa de uma moratória que é aplicada em Marrocos desde 1993.