Irão considera que patrulha europeia do golfo é "provocação"

Irão considera que patrulha europeia do golfo é "provocação"
De  Teresa Bizarro
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O porta-voz do governo de Teerão reagiu à proposta do governo britânico

PUBLICIDADE

O Irão considera que o apelo britânico para uma missão naval no Golfo Pérsico é uma "provocação".  O governo de Londres anunciou que vai passar a escoltar os navios comerciais que operam na região e quer que os parceiros europeus também se mobilizem nesse sentido. Uma resposta à apreensão de um petroleiro britânico. O Stena Impero está num porto iraniano há mais de uma semana. Foi o segundo petroleiro travado pela Guarda Revolucionária do Irão em Julho. É acusado de ter provocado um acidente com um pesqueiro e ter fugido do local.

Sem nomear casos concretos ou apontar o dedo em direção a Londres, o porta-voz do governo de Teerão deixa claro o aviso: "Eles querem trazer a frota de guerra europeia para o Golfo Pérsico. Pensamos que essas atitudes são provocações, dado o momento que vivemos. É uma mensagem hostil. Vai aumentar as tensões," garante Ali Rabiei.

A mensagem chegou a tempo da reunião de emergência em Viena para tentar salvar o Acordo Nuclear com o Irão, assinado em 2015. Representantes do Reino Unido, França, Alemanha, China, Rússia e Irão estiveram reunidos este domingo. O negociador iraniano declarou no final que "o ambiente foi construtivo", mas inconclusivo, porque há muitos assuntos para debater.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Irão promete defender Estreito de Ormuz

Irão apreende petroleiro britânico nas águas do Golfo

Celebração ou preocupação: como é encarado o ataque de Israel no Irão?