A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Novas sanções dos EUA à Rússia entram em vigor

Novas sanções dos EUA à Rússia entram em vigor
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O segundo pacote de sanções imposto pelos Estados Unidos à Rússia, relacionado com o envenenamento do ex-espião russo Serguei Skripal e da sua filha no ano passado, em Inglaterra, entra em vigor esta segunda-feira.

O decreto da Administração Trump proíbe as instituições financeiras que atuam globalmente de concederem empréstimos ou outro tipo de ajuda à Rússia, e impede os bancos norte-americanos de concederem empréstimos ao governo russo.

"Vemos que a Rússia está a tentar encontrar recursos alternativos, como a China e outros países asiáticos. É óbvio que a política norte-americana está a empurrar a Rússia do Ocidente para o Oriente na procura de novos recursos e de novos parceiros. Parece-me que este pacote de sanções é mais uma espécie de conjunto de instrumentos de lobbying que permite às empresas americanas serem mais competitivas em mercados onde as empresas russas representam uma ameaça para elas. Este é o caso da produção de petróleo e em geral das indústrias produtivas", realçou o analista Ilya Graschenkov.

Moscovo tinha dito que estas novas sanções impostas por Washington iam afetar ainda mais as relações entre os Estados Unidos e a Rússia, que já atravessam um período de tensão.