A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Bahamas na rota de uma nova tempestade

Bahamas na rota de uma nova tempestade
Direitos de autor
REUTERS/Marco Bello
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Ainda a braços com a devastação provocada pelo furacão Dorian, as Bahamas tentam preparar-se para mais uma tempestade tropical.

O secretário-geral da ONU esteve no território para exprimir solidariedade e perceber que tipo de ajuda é necessário.

António Guterres disse que "os custos financeiros ainda não estão apurados, mas serão da ordem dos milhões de milhões de dólares e não se pode esperar que as Bahamas suportem estes custos sozinhas" acrescentando que "os novos desastres climáticos em larga escala exigem respostas multilaterais".

O balanço das vítimas do furacão Dorian é até agora de 52 mortos. A tempestade que se espera na região deverá trazer mais chuvas fortes e ventos superiores a 100 quilómetros por hora. As populações estão a recolher aos abrigos.

A distribuição de ajuda humanitária deverá ser perturbada pela passagem da tempestade, que se prevê atinja o noroeste da ilha de New Providence, onde se situa a capital, Nassau, assim como as ilhas de Abaco e Grande Bahama.

O Programa Alimentar Mundial (PAM) suspendeu os voos para a cidade de Marsh Harbour, a principal cidade de Abaco, por causa da tempestade.