Espanha vai a votos em novembro

Espanha vai a votos em novembro
Direitos de autor REUTERS/Javier
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Prazo para que se apresente uma maioria que sustente um governo termina na segunda-feira, 23 de setembro

PUBLICIDADE

Espanha vai novamente a votos. O rei Felipe VI escutou os partidos com assento parlamentar e anunciou que não haver condições para convocar uma sessão de investidura.

Logo depois, o primeiro-ministro, o socialista Pedro Sánchez, anunciou o sufrágio para 10 de Novembro e começou o jogo do empurra responsabilizando o Unidas Podemos pelo fracasso negocial.

Pablo Iglésias defendeu-se e acusou o dirigente socialista de pretender ser primeiro-ministro sem dar nada em troca. O Unidas Podemos exigia participar num governo de coligação.

O Ciudadanos também apontou o dedo ao dirigente socialista. Albert Rivera vez uma oferta de última hora, dando uma guinada de 180°, mas que acabou recusada pelo presidente do executivo.

Pablo Casado do Partido Popular responsabilizou Pedro Sánchez pelo fracasso negocial e acusou-o “de olhar para o dedo em de ver a Lua” ao atribuir as culpas ao Unidas Podemos e Ciudadanos.

Esta será a quarta vez que os espanhóis vão votar para o parlamento em quatro anos e a segunda em sete meses. Mas a divisão da sociedade espanhola ameaça novo impasse parlamentar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Dani Alves considerado culpado de violação de uma mulher numa discoteca em Espanha

Agricultores espanhóis em protesto invadem centro de Madrid com centenas de tratores

Russo que desertou em helicóptero do exército é morto a tiro em Espanha