A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Consumir canábis num restaurante de Hollywood

Consumir canábis num restaurante de Hollywood
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Consumir marijuana abertamente num restaurante nos Estados Unidos já é possível. Em Hollywood acaba de abrir o Lowell Farms, o primeiro onde se pode consumir canábis.

Quase dois anos depois da Califórnia começar a permitir a venda de canábis recreativa, o Lowell Farms abriu portas em West Hollywood. Tal como a Califórnia, cerca de dez Estados descriminalizaram.

De acordo com uma sondagem, 65% dos norte-americanos são a favor da legalização da marijuana.

Muitos observadores consideram que, até 2024, a canábis para uso medicinal será legalizada em todos os Estados norte-americanos e o uso para fins recreativos será permitido em pelo menos metade.

Na Europa, por enquanto, os modelos de referência são os de Amesterdão e Barcelona, onde a descriminalização do uso e a legalização das instalações de consumo se combinam para conter o comércio criminoso de drogas leves.

A regulamentação nacional é diferente de país para país. Alguns criminalizam a posse da marijuana, o que pode conduzir a penas de prisão, outros não punem o consumidor.

De acordo com o Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência, pelo menos 17,2 milhões de jovens (14,1% do total) consumiram marijuana em 2017.

De acordo com um relatório do Brightfield Group, o comércio legal de canábis na Europa em 2028 pode gerar negócios no valor de total de 123 mil milhões de euros: 65 de canábis recreativa e 58 de uso médico.