Última hora

Grécia prepara nova lei anti-tabaco

Grécia prepara nova lei anti-tabaco
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Em breve a Grécia poderá deixar de ser o último país da União Europeia onde o consumo de tabaco em locais públicos é tolerado.

O novo primeiro-ministro grego prometeu nova legislação para breve.

Desde 2009 que a proibição de fumar em locais públicos se encontra em vigor mas a resistência entre a população é elevada.

Segundo a OMS, os níveis de conformidade com esta lei na Grécia são muito baixos.

"Infelizmente via que as pessoas não se importavam de fumar ao lado de uma grávida, havia mesmo quem fumasse charuto, vi outros que fumavam ao lado de crianças. Era feio", afirma Marcy Loulo, empregada de bar em Atenas.

Para os proprietários de bares e restaurantes trata-se de uma questão de concorrência desleal. Mesmo para quem não fuma, como é o caso de Giorgios Sousounis, proprietário de um bar no centro de Atenas. Ele diz que teve difucldades em respeitar a lei.

"Aproveitámos a tolerância das autoridades e o que aconteceu foi que os clientes nos levaram a escolher entre sentarem-se e fumarem ou então irem-se embora", afirma.

Giorgos começou por proibir o tabaco no interior do bar-restaurante. Nas últimas décadas as vozes dos não-fumadores têm sido sistematicamente ignoradas.

Este grupo de voluntários está a tentar encorajar as pessoas a falarem. O grupo criou uma plataforma digital que recolhe, verifica e anuncia os estabelecimentos públicos onde fumar é proibido.

O criador da plataforma, George Balafoutis, teve esta ideia há três quando se mudou de Atenas para os Estados Unidos.

"A motivação são as pessoas que se encontram à nossa volta. Respeito pela saúde, evitar oprimir ou perturbar, e claro, respeitar alei. Somos otimistas. O nosso esforço está a ser bem a colhido, as pessoas respondem de forma positiva, comprrendem a nossa mensagem que promove a proibição de fumar", afirma o fundador da plataforma akapnos.gr.

Os voluntários sublinham que é importante não imporem a sua vontade optando antes por persuadir em vez de proibir.

"Nós não somos anti-tabaco e não queremos impor o nosso ponto de vista aos outros. O que nos preocupa é a implementação da lei em locais fechados. Não queremos ser fumadores passivos", adianta Francis Moschou, voluntária da plataforma akapnos.gr.

A aplicação terá em breve uma versão em inglês.

A repórter da euronews em Atenas, Fay Doulgkeri, afirma que "a sociedade grega parece preparada a aceitar a proibição de fumar. Muitas pessoas, quer concordem ou não, pensam que desta vez a lei será implementada, especialmente porque quem violar a lei enfrentará multas elevadas".

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.