Última hora
This content is not available in your region

Evo Morales na corrida para o quarto mandato consecutivo

euronews_icons_loading
Evo Morales na corrida para o quarto mandato consecutivo
Direitos de autor  REUTERS/Ueslei Marcelino
Tamanho do texto Aa Aa

Entre palmas e assobios, Evo Morales deslocou-se, este domingo, às urnas. O presidente-candidato, que aspira a um quarto mandato consecutivo, disse ter confiança no resultado das eleições gerais e acima de tudo na democracia. Mas para muitos é justamente a democracia que está em causa.

Carlos Mesa, ex-presidente e jornalista, lidera entre as oito candidaturas da oposição e está bem colocado para forçar uma segunda volta. Disse temer fraude no escrutínio porque considera que o partido oficial controla "todos os órgãos do Estado."

Em várias cidades do país, muitas pessoas manifestaram-se contra uma anunciada reeleição de Evo Morales, considerando-a ilegal por beliscar a Constituição que apenas contempla dois mandatos.

Morales desafia os limites e o referendo de 2016, em que os bolivianos votaram contra a possibilidade de um quarto mandato. O Tribunal Constitucional, controlado por Morales, permitiu-lhe continuar.