EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Combatentes curdos do YPG removidos dentro do prazo, garante Rússia

Combatentes curdos do YPG removidos dentro do prazo, garante Rússia
Direitos de autor REUTERS/Kemal Aslan
Direitos de autor REUTERS/Kemal Aslan
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O acordo entre Moscovo e Ancara prevê patrulhas conjuntas na zona fronteiriça entre a Turquia e a Síria.

PUBLICIDADE

A Rússia garante que os combatentes curdos das Unidades de Proteção Popular (YPG) foram removidos da chamada "zona de segurança" na fronteira entre a Síria e a Turquia dentro do prazo estabelecido no acordo feito por Ancara e Moscovo, que previa a saída de todos os combatentes e armas da milícia curda de uma faixa de 30 quilómetros até às 18 horas de terça-feira.

A fase seguinte do acordo prevê patrulhas conjuntas feitas pela Rússia e pela Turquia numa faixa de 10 quilómetros, no lado sírio da fronteira.

"Estamos a fazer esforços para completar, o mais cedo possível, este processo que estamos a levar a cabo com a Operação Fonte de Paz. Os acordos de 120 horas que fizemos com os Estados Unidos e com a Rússia estão cumpridos. Vamos ter novas negociações com a Rússia e com o Ocidente", disse num discurso o presidente turco Recep Tayyip Erdoğan.

Uma gravação da cadeia de televisão Kurdistan24 mostra o que parece ser um ataque contra um veículo militar russo numa zona fronteiriça. A Turquia terá capturado 18 militares leais ao presidente sírio Bashar el-Assad na cidade fronteiriça de Ras al-Ain. O destino dos prisioneiros vai ser resolvido em conjunto com a Rússia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Divulgadas imagens do momento em que atacante de Paris é dominado

Ataque russo em zona controlada pelos rebeldes sírios mata dois civis

Ataque aéreo russo no noroeste da Síria faz pelo menos oito mortos