EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Divulgadas imagens do momento em que atacante de Paris é dominado

Curdos protestam nas ruas de Paris
Curdos protestam nas ruas de Paris Direitos de autor Lewis Joly/Copyright 2022 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Lewis Joly/Copyright 2022 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O homem é suspeito de matar três pessoas de origem curda

PUBLICIDADE

Foram divulgadas as imagens de câmaras de vigilância de uma barbearia que mostram o momento em que pessoas que se encontravam no espaço dominam o suspeito de matar três curdos, na sexta-feira, em Paris.

Momentos antes, o homem de 69 anos, que entra no espaço de arma em punho, tinha aberto fogo sobre várias pessoas no centro cultural curdo na capital francesa.

O reformado, que afirma sentir um "ódio patológico aos estrangeiros", será presente a um juiz de instrução criminal esta segunda-feira.

O Ministro do Interior francês disse que o atirador tinha como alvo os estrangeiros, mas não necessariamente os curdos.

Em resposta a este ataque, centenas de curdos sírios manifestaram-se no norte da Síria, no domingo, e acusam a Turquia de conspirar e executar o ataque contra ativistas curdos na diáspora.

"É uma guerra contra o nosso povo. Não só nos visam nas quatro regiões do Curdistão (zonas povoadas por curdos na Turquia, Iraque, Irão e Síria), mas também na Europa. Eles querem que o nosso povo pereça," alerta um dos manifestantes.

"Nós, o povo curdo, exigimos que o governo francês leve o agressor à justiça," reclama uma manifestante.

Em França, manifestantes curdos entraram em confronto com a polícia após o ataque que reavivou o trauma de três assassinatos não resolvidos de curdos há quase 10 anos na mesma zona de Paris.

O Presidente francês, Emmanuel Macron, descreveu as mortes de sexta-feira como um "ataque odioso" contra os curdos e ordenou ao chefe da polícia parisiense que se reunisse com os líderes da comunidade curda.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Suspeito do ataque em Paris acusado de homicídio

Combatentes curdos do YPG removidos dentro do prazo, garante Rússia

Recep Tayyip Erdogan deixa aviso aos curdos