Última hora

Livorno celebra Modigliani

Livorno celebra Modigliani
Tamanho do texto Aa Aa

Uma homenagem ao pintor dos retratos, dos rostos e corpos longos e estilizados e dos nús femininos.

Livorno, a cidade natal de Amedeo Modigliani celebra o artista italiano que viveu na capital francesa.

"Modigliani e a aventura de Montparnasse" junta algumas das melhores obras do artista com pinturas de representantes da Escola de Paris.

Para Sergio Risalti , co-curador da exposição, trata-se de "uma mostra muito importante porque está em Livorno, cidade natal de Amedeo Modigliani, 100 anos depois da morte do pintor que ficou famoso quando se mudou para Paris, a capital do século XX".

Modigliani deixou Itália em 1906 com 22 anos, e foi viver para Paris, onde conheceu Cézanne, Toulouse-Lautrec e Picasso. Era um admirador das esculturas africanas e da arte clássica grega.

Morreu aos trinta e cinco anos, em condições de extrema pobreza, vítima de tuberculose, agravada pelo excesso de álcool e drogas.

Antes de morrer, Modigliani era visto a trocar desenhos e pinturas por comida. No final de 2018, um “Nú” do pintor foi leiloado por mais de 170 milhões de euros.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.