Última hora

"Technoboss", pelos caminhos do Portugal surreal

"Technoboss", pelos caminhos do Portugal surreal
Tamanho do texto Aa Aa

Miguel Lobo Antunes esperou pelos 70 anos para começar uma carreira de ator. Estreou-se agora em "Technoboss", o novo filme de João Nicolau, em que interpreta um representante comercial à beira da reforma que se apaixona pela rececionista de um hotel. O filme, que passou por cinco festivais (com estreia mundial em Locarno, foi também filme de encerramento do DocLisboa) e está agora em exibição em Portugal, tem o seu quê de romântico e também o seu quê de absurdo e surrealista.

Tem, sobretudo, uma música que é difícil sair da cabeça...

Nós bem avisámos: Dificilmente a música lhe vai sair da cabeça.

"Lembrei-me das viagens longas de carro, em que nos esquecemos de nós mesmos, nos abandonamos e é como se fosse uma bolha de intimidade - pública, porque podemos ser vistos - essa foi a primeira pedra de construção do filme. É, se quisermos, quase um musical, quase um road movie, quase uma comédia romântica, sendo que se calhar tem algo de todos estes elementos e é uma proposta que não se enquadra bem em nenhum deles", contou João Nicolau à Euronews.

Veja aqui a "selfie-entrevista" de Rui Pedro Tendinha a Miguel Lobo Antunes.

"Technoboss" está em exibição nas salas de cinema portuguesas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.