Última hora

Líder do Cidadãos demite-se "por responsabilidade" na derrota

Líder do Cidadãos demite-se "por responsabilidade" na derrota
Direitos de autor
REUTERS/Susana Vera
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Albert Rivera demitiu-se do cargo de presidente do Partido "Cidadãos", depois da derrota da noite passada nas Eleições Legislativas de Espanha.

Em abril, o Cidadãos elegeu 57 deputados. Nestas últimas eleições, marcadas para resolver a instabilidade política do país, conseguiu eleger 10 cadeiras no parlamento, menos 47 das que tinha.

O líder do Cidadãos reconheceu a derrota e demitiu-se como um "ato de responsabilidade" pela derrota.

"Quando um projeto coletivo tem sucesso, os líderes devem saber reparti-lo por todos, mas devem saber também que os maus resultados são da responsabiliade do líder"
Albert Rivera
Presidente demissionário do "Cidadãos"

No discurso, Albert Rivera diz que se demitia "precisamente por uma questão de responsabilidade".

"Disse-vos ontem e repito: quando um projeto coletivo tem sucesso, os líderes devem saber reparti-lo por todos, mas devem saber também que os maus resultados são da responsabiliade do líder.", disse Rivera perante uma ovação.

No twitter, o presidente demissionário do Cidadãos mostrou vontade de seguir em frente fora do cenário político espanhol. "Servi Espanha durante muitos anos e foi a coisa mais entusiasmente da minha vida, mas chegou a hora de dedicar-me mais aos meus: À minha filha, à minha companheira, aos meu pais e aos meus amigos.´", escreveu Rivera na rede social.

Alberto Rivera fundou o Cidadãos em 2006. Antes de partir para a aventura de formar um partido, Rivera era simpatizante do PP. Hoje, fecha a porta a um capítul, assumindo a derrota do partido que criou.

Ler também: Legislativas: Socialistas vencem, extrema-direita ganha terreno e incerteza mantém-se

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.