Última hora

Limpeza local e mundial dos mares apoiada pela UE

Limpeza local e mundial dos mares apoiada pela UE
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A operação "Vieux-Port Propre", em Marselha, inscreve-se numa série de mais de 70 eventos apoiados pela campanha europeia #EUBeachCleanup, em vários países do mundo.

A euronews falou com Alain Dumort, representante da UE em Marselha e mergulhador nos tempos livres. O responsável europeu juntou-se a centenas de voluntários, no porto da cidade francesa, para limpar as pilhas de lixo acumuladas ao longo dos anos.

"Esta operação faz parte de um projeto mais alargado. A Comissão Europeia trabalha a nível europeu, com uma vocação global. É por isso que esta campanha de limpeza de praias da UE é realizada com as Nações Unidas. Em todos os países do Mediterrâneo, porque estamos em Marselha, são realizadas operações semelhantes, em Itália, Espanha, Argélia, em Marrocos, Jordânia, etc. É uma verdadeira operação global, porque sabemos que um resíduo que vem do Egito, por exemplo, acaba mais cedo ou mais tarde em Chipre, em Itália ou no Porto de Marselha . Trata-se de uma operação de dimensão europeia, mediterrânea e mundial".

Empresas privadas colaboram no projeto

"Paradoxalmente, a situação está a melhorar: a natureza dos resíduos evolui. Somos parceiros deste evento há três anos e vemos que o tipo de lixo mudou. Temos parceiros, não vou mencionar nomes comerciais, que têm uma verdadeira consciência dos problemas, especialmente os que trabalham à volta do Porto. Essas empresas reduziram os resíduos, especialmente os de plástico descartável e aumentaram o número de caixotes do lixo. Por isso há menos lixo de plástico descartável. Outro exemplo. Encontrámos menos barreiras das obras, menos bicicletas e trotinetes. É bom sinal. A questão agora é recolher menos lixo daqui para a frente e realizar grandes ações ao nível da reciclagem, e da reutilização. O que fazemos com o lixo que já existe? Essa é a prioridade".

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.