EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

"Narco-submarino" volta a afundar

"Narco-submarino" volta a afundar
Direitos de autor 
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Autoridades conduziram o submarino até ao porto de Aldán mas este voltou a afundar com três toneladas de cocaína a bordo

PUBLICIDADE

O mau tempo tem complicado a recuperação das três toneladas de cocaína a bordo do submarino capturado no domingo na costa da Galiza. Esta terça-feira, as autoridades conseguiram conduzir o submergível até ao porto de Aldán mas quando se preparavam para recuperar a carga, um novo incidente voltou a afundar o submarino.

A apreensão da polícia espanhola marca uma nova era no tráfico de estupefacientes, nunca se tinha visto nada assim, como o confirma a jornalista do Faro de Vigo, Marta Fontán:

"Alguns detidos disseram durante uma investigação policial que a droga chegava em submarinos mas até agora não existiam provas. É a primeira vez que se tem conhecimento de um submarino que sai da América do Sul carregado de cocaína e chega aqui."

Dos três tripulantes que seguiam a bordo, dois, de nacionalidade equatoriana, foram detidos e já foram presentes a tribunal. O terceiro continua a monte. Para a polícia espanhola, esta é apenas a ponta do iceberg.

De acordo com Marta Fontán, "existe a suspeita que tinha como destino um grupo galego bastante poderoso e a investigação segue em terra firme. Dada a longa travessia, os investigadores acreditam que o "narco-submarino" foi escoltado por um ou mais barcos, até por uma questão tão fundamental como o fornecimento de combustível."

Enquanto os cabecilhas da rede não são detidos, as autoridades irão continuar a trabalhar para recuperar as três toneladas de droga, estimadas em cem milhões de euros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O que está por trás da última polémica de Milei com o governo espanhol?

Espanha recusou autorização para escala a navio que transportava armas para Israel

Vitória socialista nas eleições catalãs põe fim ao domínio pró-independência