Última hora

Albânia faz busca desesperada por sobreviventes do terremoto

Albânia faz busca desesperada por sobreviventes do terremoto
Direitos de autor
REUTERS/Florion Goga
Tamanho do texto Aa Aa

Albânia de luto faz uma busca desesperada por sobreviventes, após o terremoto de magnitude 6,4 na escala de Richter que provocou cerca três dezenas mortos e mais de 600 feridos.

Só num estádio, na cidade de Durres, há milhares de pessoas abrigadas em tendas.

"Este é um acampamento temporário no estádio Niko Dovana, na cidade de Durres. Há aproximadamente 2.500 pessoas que se abrigaram aqui. Já tive a oportunidade de falar com uma família com crianças, crianças pequenas, elas não conseguiram entender nada do que se estava a passar," revela a jornalista da Euronews na Albânia, Ilva Tare.

O poderoso terremoto que atingiu este país dos Balcãs fez-se sentir com particular intensidade nas cidades de Durres, no Adriático, e Thumane, ao norte da capital Tirana.

"É um pouco caótico, se é que podemos usar essa palavra. Em termos das necessidades das pessoas, está tudo no lugar. Muitas instituições governamentais e não-governamentais, e outras organizações, estão correr para tentar ajudar as pessoas," explica o representante da Cruz Vermelha Albânia, Fatos Xhengo.

Os países vizinhos juntaram-se às operações de resgate. A Sérvia enviou equipas especializadas e o Kosovo enviou ajuda humanitária.

Itália, França, Roménia, Turquia, Grécia, Croácia e Montenegro também enviaram cerca de 200 militares, cães farejadores e equipamento para ajudar no esforço de socorro.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.