Última hora

Polícia expulsa manifestantes do aeroporto de Amesterdão

Polícia expulsa manifestantes do aeroporto de Amesterdão
Tamanho do texto Aa Aa

A polícia militar holandesa foi obrigada a intervir para remover à força os manifestantes que estavam a ocupar o aeroporto de Schipol, em Amesterdão.

Vários membros e simpatizantes da Greenpeace e do grupo Extinction Rebellion ocuparam o hall central do maior aeroporto da Holanda e um dos principais da Europa, em protesto contra aquilo a que chamam "o grande poluidor".

"Vemos muita gente preocupada com as alterações climáticas. Estão a fazer o que podem. Apanham o comboio em vez do carro, reciclam o lixo, mas vemos também grandes poluidores e este aeroporto é um deles. Não tem um plano adequado", diz Dewi Zloch, da Greenpeace.

Os manifestantes tinham licença para protestar apenas no exterior do edifício, mas decidiram não respeitar essa indicação, dizendo que se tratava de uma restrição ao legítimo direito de manifestação pacífica. Segundo as ONG envolvidas no protesto, o aeroporto de Schipol deve reduzir o número de voos e eliminar vários voos de curta duração. Mas a administração do aeroporto desmente os manifestantes e diz que o plano já existe. A estrutura será mesmo neutra em termos de emissões de carbono em 2030, segundo um porta-voz da administração citado pela agência France-Presse.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.