Última hora
This content is not available in your region

Aumento de 17% nas quotas de pesca para Portugal

euronews_icons_loading
Aumento de 17% nas quotas de pesca para Portugal
Direitos de autor  CARLOS BARROSO/LUSA
Tamanho do texto Aa Aa

Os armadores portugueses estão globalmente satisfeitos com as quotas de pesca para 2020 negociadas no Conselho de Ministros da Agricultura e Pesca da União Europeia, em Bruxelas.

Portugal obteve um aumento significativo de cerca de 17% nas suas quotas, em relação a 2019, que se deve essencialmente à subida de 24% no carapau pescado na costa ocidental ibérica e ao forte incremento de 41% na sarda do Atlântico Norte.

Aumentos positivos na opinião da Associação dos Armadores das Pescas Industriais (ADAPI), que frisou no entanto que as quantidades são ainda "insuficientes para as necessidades do país", apesar de representarem uma "prova da melhoria do estado dos stocks".

A ADAPI lamentou descidas significativas noutras espécies, como a pescada ou o bacalhau do Atlântico Noroeste, que sofreu uma redução de 51 por cento.

O ministro português do Mar, Serrão Santos, salientou no entanto que a pesca deve adequar-se à sustentabilidade das espécies, recomendando que os operadores procurem alternativas, nomeadamente para o bacalhau.