Última hora
This content is not available in your region

Tesco envolvida em escândalo de trabalhos forçados na China

euronews_icons_loading
Tesco envolvida em escândalo de trabalhos forçados na China
Direitos de autor  Tesco
Tamanho do texto Aa Aa

O gigante britânico Tesco envolvido num escândalo de trabalhos forçados: a cadeia britânica de supermercados anunciou ter posto fim à produção de postais de Natal numa fábrica na China, depois da descoberta, num desses cartões, de uma mensagem de um prisioneiro.

Segundo o jornal The Sunday Times, foi uma menina de 6 anos residente nos arredores de Londres que descobriu a mensagem no interior de um postal: "Somos prisioneiros estrangeiros na prisão Quing Pu de Shangai, na China. Forçados a trabalhar contra a nossa vontade. Por favor ajudem-nos contactando organizações dos Direitos Humanos".

A mensagem também pedia para entrar em contacto com Peter Humphrey, um ex- jornalista britânico que passou 23 meses detido na China, nomeadamente em Quing Pu, e que afirmou ter falado com ex-detidos chineses que confirmaram ter sido forçados a embalar postais da Tesco.