EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Novo gasoduto no leste do Mediterrâneo

Novo gasoduto no leste do Mediterrâneo
Direitos de autor Yorgos Karahalis, APYORGOS KARAHALIS
Direitos de autor Yorgos Karahalis, AP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Acordo foi assinado em Atenas pelos líderes grego, cipriota e israelita.

PUBLICIDADE

Grécia, Israel e Chipre assinaram um acordo para a instalação de um gasoduto submarino que deve levar gás de depósitos que estão em alto mar no Mediterrâneo até à Europa continental.

O documento foi assinado numa cerimónia em Atenas onde estavam os mais altos responsáveis dos três países.

O primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis garantiu que «o gasoduto EastMed não é uma ameaça para ninguém. Quero voltar a sublinhar, os acordos trilaterais entre a Grécia, Chipre e Israel não são contra ninguém.»

Os 1.900 quilómetros do gasoduto devem ser uma fonte alternativa para a Europa que nesta altura conta com a maioria do fornecimento vindo da Rússia e da região do Cáucaso.

Quem não vê com bons olhos esta decisão é o governo de Ancara. O presidente turco estabeleceu uma parceria marítima com a Líbia para explorar uma das zonas mais ricas em gás do Mediterrâneo.

Além disso, a Turquia já enfrenta sanções da União Europeia sobre navios que fazem exploração de petróleo e gás em Chipre, cujo governo em Nicósia não é reconhecido por Ancara.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Milhares de pessoas continuam sem eletricidade na Ucrânia após ataques russos

Incêndio em carruagem na Índia provoca pelo menos nove mortos

Maior campo de gás da Europa vai encerrar em outubro