Última hora
This content is not available in your region

Ayatollah lidera orações no Irão e apela à união contra ameaças

euronews_icons_loading
Ayatollah lidera orações no Irão e apela à união contra ameaças
Direitos de autor
Office of the Iranian Supreme Leader via AP
Tamanho do texto Aa Aa

O líder supremo do Irão proferiu as orações em tempos de crise. Fez um sermão nesta sexta-feira em Teerão, pela primeira vez desde 2012.

O Ayatollah Ali Khamenei apelou à união do povo iraniano contra as ameaças externas e disse que os países europeus que subscreveram o acordo nuclear não são "de confiança".

Depois dos Estados Unidos terem deixado o acordo nuclear, eu disse que estes três países: Alemanha, Reino Unido e França, só dizem coisas sem sentido e não podemos confiar neles. Eles não farão nada e vão servir os interesses dos Estados Unidos. Hoje, um ano depois, é óbvio que eles são, literalmente, meninos de recados dos americanos (...) Não temos medo das negociações. Mas não vamos negociar com os americanos, mas sim com os outros. E temos de negociar a partir de uma posição de poder.
AYATOLLAH
Líder supremo do Irão

O país ainda está a digerir as consequências do assassinato do general Qassem Soleimani, considerado o número dois do país e o abate acidental de um avião comercial ucraniano que levou à morte de 176 pessoas - situações que despoletaram a raiva popular, no Irão.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.