Ayatollah lidera orações no Irão e apela à união contra ameaças

Ayatollah lidera orações no Irão e apela à união contra ameaças
Direitos de autor Office of the Iranian Supreme Leader via AP
Direitos de autor Office of the Iranian Supreme Leader via AP
De  Patricia Tavares
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Líder supremo apela à unidade contra ameaças externas

PUBLICIDADE

O líder supremo do Irão proferiu as orações em tempos de crise. Fez um sermão nesta sexta-feira em Teerão, pela primeira vez desde 2012.

O Ayatollah Ali Khamenei apelou à união do povo iraniano contra as ameaças externas e disse que os países europeus que subscreveram o acordo nuclear não são "de confiança".

Depois dos Estados Unidos terem deixado o acordo nuclear, eu disse que estes três países: Alemanha, Reino Unido e França, só dizem coisas sem sentido e não podemos confiar neles. Eles não farão nada e vão servir os interesses dos Estados Unidos. Hoje, um ano depois, é óbvio que eles são, literalmente, meninos de recados dos americanos (...) Não temos medo das negociações. Mas não vamos negociar com os americanos, mas sim com os outros. E temos de negociar a partir de uma posição de poder.
AYATOLLAH
Líder supremo do Irão

O país ainda está a digerir as consequências do assassinato do general Qassem Soleimani, considerado o número dois do país e o abate acidental de um avião comercial ucraniano que levou à morte de 176 pessoas - situações que despoletaram a raiva popular, no Irão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Celebração ou preocupação: como é encarado o ataque de Israel no Irão?

Navio capturado pelo Irão tem bandeira portuguesa. Portugal "aciona" diplomacia em Teerão

Eleições parlamentares no Irão começam com mais de 15 mil candidatos