Última hora
This content is not available in your region

Milhares de "sardinhas" fazem frente à extrema-direita de Salvini

euronews_icons_loading
Milhares de "sardinhas" fazem frente à extrema-direita de Salvini
Direitos de autor
Max Cavallari/LaPresse via AP - Max Cavallari/LaPresse
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de italianos responderam "presente" ao apelo do movimento antifascista Sardinhas.

Este domingo, em Bolonha, com 40 mil pessoas nas ruas, assistiu-se a mais uma demonstração do poder crescente do Sardinhas. O movimento nasceu em Bolonha, em Novembro de 2019, e na altura reuniu 14 mil pessoas em protesto contra o discurso de "ódio e divisão" de Matteo Salvini, chefe do partido de extrema-direita Liga.

O objetivo do movimento antifascista é influenciar a eleição regional de 26 de janeiro na Emília-Romagna, que pode ser considerada como crucial.

Uma vitória da extrema-direita neste bastião da esquerda pode levar à queda do Governo formado pelo Partido Democrata (de esquerda) e pelo Movimento 5 Estrelas (M5S, contra sistema) e obrigar a eleições legislativas antecipadas, muito desejadas por Salvini.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.