Última hora
This content is not available in your region

HSBC vai cortar 35 mil empregos

euronews_icons_loading
HSBC vai cortar 35 mil empregos
Direitos de autor  AP Photo/Kin Cheung
Tamanho do texto Aa Aa

O diretor executivo do maior banco da europa explicou que a redução de 15% de funcionários a nível mundial vai acontecer durante os próximos três anos e faz parte de um plano de contenção de custos.

Noel Quinn explicou que o grande objetivo desta nova fase é o crecimento.

" Hoje avançamos com medidas decisivas para lidar com as partes do negócio com pior desempenho, para redistribuir capital para as oportunidades de crescimento, para simplificar ou fazer negócios e para reduzir a base de custos do HSBC". Mas temos um objetivo e o objetivo é crescer".

Os maus resultados de 2019 foram provocadas pela guerra comercial entre Washington e Pequim, pela saída do Reino Unido da União Europeia e o pelo novo coronavírus

O HSBC tem sede em Londres e presença em quase todo o mundo, mas os maiores lucros chegam da China.

O novo plano prevê ainda uma reorganização profunda com o reforço das atividades na Ásia e no Médio Oriente, em detrimento do banco de investimentos na Europa e Estados Unidos.

Noel Quinn não revelou as regiões que serão afetadas mas destacou que o número de demissões no Reino Unido será considerável.