Última hora
This content is not available in your region

Confrontos regressam a Hong Kong

euronews_icons_loading
Confrontos regressam a Hong Kong
Direitos de autor  AP
Tamanho do texto Aa Aa

Uma cerimónia simbólica para lembrar as vítimas dos confrontos na estação de metro Prince Edward acabou em mais uma noite de violência, em Hong Kong.

Este sábado, uma multidão juntou-se na entrada do metro mas a polícia desmobilizou a concentração e retirou as flores colocadas no local.

Seguiram-se confrontos entre a polícia de choque, que usou bastões e gás lacrimogéneo, e alguns manifestantes que atiraram coquetéis Molotov.

Confrontos no metro Prince Edward

Em agosto de 2019, dezenas de pessoas foram detidas na estação de metro Prince Edward, acusadas de participar em manifestações ilegais.

Depois do acidente, começaram a aparecer rumores na internet de que vários manifestantes tinham sido espancados até à morte.

O governo de Hong Kong desmentiu os rumores e garantiu que a policia utilizou o mínimo de força necessária

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.