Última hora
This content is not available in your region

Deputados americanos arrasam Boeing

euronews_icons_loading
Deputados americanos arrasam Boeing
Direitos de autor  AP Photo/Elaine Thompson
Tamanho do texto Aa Aa

A Boeing vive numa "cultura de encobrimento" que contribuiu para as falhas em torno da queda dos dois aviões 737 Max.

É uma das conclusões do inquérito preliminar da comissão democrata dos Transportes no Congresso americano. O relatório não poupa nas críticas, escrevendo-se mesmo que a companhia "colocou em risco a segurança do público" para que o modelo em questão fosse validado pelas entidades reguladoras em 2011.

Faltou transparência nesse processo, diz o relatório parlamentar, que acrescenta haver uma série de erros técnicos de conceção, nomeadamente no sistema de controlo de voo, que foram ocultados numa altura em que a Boeing esperava ver este modelo rapidamente aprovado para fazer face à competição feroz com a Airbus.

O dedo aponta-se também ao organismo que devia ter supervisionado tudo isto, a FAA, a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos.

Os dois acidentes na Indonésia e Etiópia fizeram 346 mortos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.