Última hora
This content is not available in your region

Covid-19 faz primeiro morto na América Latina

euronews_icons_loading
Covid-19 faz primeiro morto na América Latina
Direitos de autor  MIGUEL MEDINA/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

Foi um cidadão argentino a primeira vítima mortal do novo coronavírus na América Latina. Segundo um comunicado do Ministério da Saúde argentino, o homem de 64 anos, residente em Buenos Aires, tinha antecedentes de "diabetes, hipertensão, bronquite crónica e insuficiência renal". Tinha sido hospitalizado há quatro dias, depois de uma viagem pela Europa que terminou no dia 25 de fevereiro, não tendo sido ainda especificado por que países passou.

Nesta parte do mundo, o Brasil lidera a contagem de infetados com 17 casos, seguido de perto pelo Equador, com 14.

Apesar da chegada recente ao território dos Estados Unidos, contam-se já mais de 400 casos e 19 mortes provocadas pelo Covid-19.

Na China, os números parecem desacelerar, mas só na província de Hubei há 58 milhões de habitantes em quarentena.

Em Portugal, há já 25 situações identificadas.

Ao todo, o novo coronavírus já alcançou 94 países, tendo mesmo chegado às remotas Maldivas, com dois casos.

Se, por um lado, a Arábia Saudita decidiu reabrir os espaços públicos em Meca, em Belém, o movimento é oposto: foi interditada a entrada e saída de turistas, após terem sido detetados 16 casos na Cisjordânia.