Última hora
This content is not available in your region

Acalmia nas bolsas europeias após anúncio do BCE

euronews_icons_loading
Acalmia nas bolsas europeias após anúncio do BCE
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

O anúncio do vasto programa de urgência apresentado pelo Banco Central Europeu, na ordem dos 750 mil milhões de euros de compra de dívida, acalmou as principais bolsas europeias. Na abertura dos mercados esta quinta-feira, os ganhos suplantavam os 2% em Paris, 1% em Frankfurt, 0,6% em Londres e 1,3% em Lisboa.

"Períodos excecionais exigem medidas excecionais", declarou a presidente do BCE, Christine Lagarde, depois das duras críticas de que foi alvo na semana passada, quando afirmou que não competia a este organismo reduzir as taxas de juro da dívida pública.

A medida do BCE é substancialmente mais avultada do que a anunciada pela Reserva Federal americana, na segunda-feira, que lançou um programa de compra de ativos de 500 mil milhões de dólares.

No meio de tudo isto, os números que chegam da Ásia refletem, pelo contrário, o desalento das praças financeiras: em Tóquio e Xangai, os principais índices perderam à volta de 1% e na Coreia do Sul, país particularmente afetado nesta pandemia, os títulos desvalorizaram mais de 7%.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.