Última hora
This content is not available in your region

Grandi: pandemia poderá reduzir ajuda humanitária

euronews_icons_loading
Grandi: pandemia poderá reduzir ajuda humanitária
Direitos de autor  AP Photo/B.K. Bangash
Tamanho do texto Aa Aa

Os migrantes e refugiados são, em muitos pontos da Europa e do resto do mundo, vítimas esquecidas e não contabilizadas da pandemia de coronavírus. A euronews falou com o Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados:

"A ajuda humanitária e a ajuda ao desenvolvimento são muito importantes e a Europa tem um papel importante na cena mundial, nestes domínios. Temo que essas ajudas diminuam... Porquê? Porque os Estados terão de fazer face a grandes despesas para responder às consequências desta crise sanitária, sobretudo as consequências económicas, e a vítimas destas despesas maiores poderá ser a ajuda externa."

Filippo Grandi sublinha que, mesmo no contexto de uma crise sanitária mundial, não se pode negligenciar a questão dos migrantes e refugiados:

"Se não lidamos com os problemas, se não mobilizamos recursos para os resolver, não só cometemos uma injustiça com as pessoas que sofrem com eles, mas cometemos também uma injustiça com todos nós, porque estes problemas, se não forem resolvidos nos locais onde ocorrem, podem ter consequências por todo o resto do mundo."

Estas declarações constituem apenas um excerto da entrevista concedida pelo Alto Comissário à euronews, que poderão ver na íntegra no programa Global Conversation.